Sobre mim

Canceriana nascida em junho de 1991, sempre acreditei que se estamos aqui, é por alguma razão. Acho que todo mundo vem a essa vida com um propósito. E gosto de pensar que o meu propósito é trazer mais amor a quem estiver ao meu redor.

Segue aí! :)
Instagram
Instagram did not return any images.

Segue aí! :)

Tá rolando no twitter!
Estou lendo
Categorias
Publicidade

Palavras soltas: Você sabe lidar com decisões difíceis?

Palavras soltas
24 de julho de 2015 / By / , , / 8 Comments

palavras_soltas

Com certeza você já teve (ou está tendo) que tomar alguma decisão difícil, certo? Então chega mais, vamos conversar! :)

Na vida sempre teremos que tomar decisões, o que mudam são as fases. Me vendo como exemplo, quando eu era criança eu tinha que escolher entre uma boneca e outra, e hoje, adulta o que mudou foi o tamanho das responsibilidades em cima dessas decisões.

O post de hoje é um pensamento que decidi compartilhar com vocês, vai que ajuda, né?

Uma de minhas escolhas mais dificeis, foi qual profissão escolher, escolhi o que amo fazer, mas confesso que amo muitas outras coisas também. Sou designer por profissão, ilustradora por paixão e pseudo-fotografa nas horas vagas. Mas hoje tomei outra decisão, e essa sim foi a mais dificil: sair da minha area, não totalmente (já que continuarei fazendo freelas), mas parcialmente. Por motivos que ainda não posso compartilhar, escolhi não trabalhar em nenhuma empresa e tocar alguns projetos por conta, digo que foi uma decisão dificil, pois todos precisamos de dinheiro para sobreviver. Mas para mim, o dinheiro nunca foi o elemento essencial da vida. Em meu ponto de vista, o elemento essencial da vida, é a felicidade. Concordo totalmente com o lema “Faça o que te faz feliz”. Eu sou uma pessoa extremamente feliz, por inúmeras razões, mas principalmente por ter as pessoas que amo ao meu lado, sempre me apoiando em minhas escolhas, e o principal: confiando em mim. Então, percebi que não tem porque esperar mais, se vi uma oportunidade que vai me fazer muito mais feliz do que estou sendo hoje, então irei agarrar. E foi essa a escolha que eu fiz.

Acredito fielmente que devemos sempre escolher a felicidade. Em termos profissionais, eu sou totalmente contra o sistema em que impõe que uma pessoa precisa ser trabalhadora, eu acredito que cada um pode liderar o seu próprio negócio e ser muito mais feliz assim.

Porque temos que nos contentar a enriquecer os outros? Esses dias li uma matéria sobre um cara chamado Muhammad Yunus, um economista que é conhecido pelo mundo todo como “o banqueiro dos pobres”.

Achei que tem tudo a ver com as decisões que andei tomando, e confesso que os ideais dele só me fizeram acreditar que a escolha que fiz foi a mais certa. Vou adicionar aqui alguns trechos desse artigo:

Um novo capitalismo

“Há 85 pessoas no mundo que têm mais da metade de toda a riqueza do planeta. Já a metade mais pobre da população mundial detém menos de 1% desses recursos. Que mundo é esse? Minha luta tem sido contra essa estrutura. As pessoas não podem fazer nada além de tocar o barco como foi concebido. Luto por uma nova máquina, por alternativas, por um movimento contrário. A estrutura que existe não vai resolver nosso problema. A disparidade de renda só piora, a riqueza se concentra em pouquíssimas mãos. Conheço empresa que ficou cem vezes maior em sete anos, e o número de funcionários só diminui. Inclusive por causa de tecnologia, eficiência. O que vai acontecer com todas essas pessoas sem trabalho? Se a Europa, a parte mais próspera do mundo, vive isso, o que acontece em economias menores? Temos que redesenhar o sistema capitalista. Tudo o que dizem é ‘faça dinheiro, seja feliz’. Mas aí você ganha us$ 1 bilhão e não faz nada pelos outros. Para que serve us$ 1 bilhão? ‘Ah, dei emprego a muita gente.’ Sim, e pegou a riqueza para você. Concentração é tudo o que você produziu.” […]

Emprego: esqueça essa ideia

“Uma questão essencial está na ideia de emprego. Quem disse que nascemos para procurar emprego? A escola? Os professores? Os livros? Sua religião? Seus pais? Alguém colocou isso na cabeça das pessoas. O sistema educacional repete: ‘você tem que trabalhar duro’. Seres humanos não nasceram pra isso. O ser humano é cheio de poder criativo, mas o sistema o reduz a mero trabalhador, capaz de fazer trabalhos repetitivos. Isso é vergonhoso, está errado. As pessoas precisam crescer sabendo que é uma opção se tornar empregado, mas que existe a possibilidade de ser empreendedor, seguir o próprio caminho. É arriscado, incerto, há frustrações, mas é bem mais estimulante. Arrumar emprego é o que é seguro, garantido. Mas sua vida será limitada ao que decidirem por você.

“Não somos robôs fazedores de dinheiro. A vida não pode ser reduzida a uma busca egoísta como essa” 


Eu super recomendo a leitura completa do artigo. E espero, de verdade, que essa realidade mude.

Se você está passando por um momento semelhante, pense com carinho e vá em busca da sua felicidade! :)

 Esse post foi útil para você? Ou por algum motivo, você gostou dele? Então clica aí no coraçãozinho pra me deixar feliz? :)

Muito obrigada por estarem aqui, galerinha! Beijinhos :*

Facebook• Twitter • Instagram • Pinterest • Flickr • Tumblr

Psiu! Você já viu esse post? :)

reflexao1
Palavras soltas: Você já ouviu falar na lei da atração?
19 de janeiro de 2016
friends
Palavras soltas: O que é amizade para você?
8 de janeiro de 2016

8 Comments

  1. Millena disse:

    Concordo plenamente com você! Nós deixamos o que realmente queremos de lado, por medo do que os outros vão pensar ou por causa do que “a sociedade impõe”. Mas você está certíssima e sorte grande a sua ter pessoas que te apoiam, isso também é muito importante. Boa sorte e muito sucesso em todos os seus projetos! Beijos :)

  2. Olá Gisely, estamos passando por fases parecidas. Adorei o texto e o se blog como um todo. Já estou lendo o artigo e concordo absolutamente com o pensamento do economista. Trabalho com negócios próprios desde os 14 anos e realmente passamos por dificuldades e frustrações, mas também sentimos na pele os resultados dos nossos esforços e estamos sempre estimulados.

    Abraços!
    http://glifeblog.com/

    • Oi Bárbara, que bom que gostou do post! Fiquei um pouco em dúvida se deveria fazê-lo, mas aí vi que poderia ajudar alguém de alguma maneira! Que legal que você tem o espirito empreendedor desde novinha! Isso faz toda a diferença!

      Desejo muito sucesso pra ti, viu?

      Beijinhos ♥

  3. Ana Rodrigues disse:

    Eu simplesmente A-M-E-I o post, é um assunto que realmente está me atormentando há um tempo.. “ser ou não ser?” hahaha Escolhas simples de serem feitas, mas cada uma com sua consequência, mas o que for pra ser será, não é mesmo? hahaha Adorei o post! Amei o blog, a organização, a maneira que você escreve os conteúdos maravilhosos!
    Beijocas <3

    Blog novo http://feriasinfinitas.blogspot.com.br/

    • Oi Ana!! *-*

      Que bom que você gostou tanto assim do post, isso me deixa muito feliz e mais entusiasmada para soltar minhas palavras por aqui! :3

      Busque sempre a felicidade em suas escolhas, sempre com o pé no chão (claro), mas nunca corra dela! ♥, fiquei muito feliz em saber que você gostou do blog e da maneira em que escrevo, isso com certeza faz toda a diferença para mim, viu? *-*

      Beijinhos! ♥

  4. Oi Gisely, tudo bem?
    Eu gostei de mais do seu texto e me identifiquei muito pois estou passando por um momento justamente assim; estou fazendo algo que eu infelizmente não amo, e cheguei a um ponto que me questionei se realmente valia a pena. Mas acho que para tudo há um jeito, e nada como determinação e muita fé e também muito trabalho para mudar essa situação.
    Ótimo texto, e gostei muito do seu blog.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

    • Oi Amanda, td ótimo graças a Deus e contigo? :)

      Que bom que gostou do meu texto, fico muito feliz quando algo que eu sinto e penso acabam ajudando alguém. Com toda a certeza, se você tiver determinação, coragem e muita fé, não há nada que você não possa conquistar! *-*

      Te desejo muita sorte e sucesso em sua vida!
      Obrigada pela visita, viu?

      Beijinhos ♥

Leave a Reply