Sobre mim

Canceriana nascida em junho de 1991, sempre acreditei que se estamos aqui, é por alguma razão. Acho que todo mundo vem a essa vida com um propósito. E gosto de pensar que o meu propósito é trazer mais amor a quem estiver ao meu redor.

Segue aí! :)
Instagram
Instagram did not return any images.

Segue aí! :)

Tá rolando no twitter!
Estou lendo
Categorias
Publicidade

Livros: Meus top 5 livros de época

Livros
30 de abril de 2015 / By / , / 8 Comments

capa2julia1

Todos esses livros são bem conhecidos, mas resolvi mostrar para vocês os meus 5 livros de épocas preferidos, pois é algo que eu adoro saber! :)

Alguns eu já fiz resenha aqui no blog, e vou deixar o link. Mas logo, logo terá resenha de todos, e aí eu atualizarei esse post com os links.

1. Orgulho e Preconceito de Jane Austen

1pride

Esse é o meu livro preferido da vida! A maneira como a Jane narra a vida no campo, os bailes, e a sociedade é magnifica. A maneira como ela critica a sociedade da época é encantadora, nunca que na Inglaterra do século XVIII aconteceria uma casamento entre um aristocrata e uma moça simples do campo. Não tem como não se apaixonar pela história de Elizabeth Bennet e Mr. Darcy ♥

Sinopse

“É verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro em posse de boa fortuna deve estar necessitado de esposa.”

É com essas palavras que Jane Austen inicia Orgulho e preconceito, conduzindo o leitor diretamente ao lar dos Bennet, família com não menos que cinco noivas em potencial: Jane, Elizabeth, Mary, Kitty e Lydia. Quando o sr. Bingley e o sr. Darcy, dois jovens distintos, chegam a Hert­fordshire, todas ficam em alerta: eles são solteiros, bonitos e, claro, donos de uma boa fortuna. O que poderia ser uma típica história de amor é, nas mãos de uma das escritoras de língua inglesa mais difundidas pelo mundo, um espetáculo de grandes personagens e diálogos sagazes, com um timing perfeito para a ironia.

Jane Austen desafiou as convenções sociais ao criticá-las pelas entrelinhas, pontuando seus livros com toques de humor que só uma observadora perspicaz e uma brilhante escritora poderia unir. Suas histórias, passadas na Inglaterra da virada do século XVIII para o XIX, falam para os leitores de todas as épocas. Segundo o crítico Harold Bloom, os livros de Jane Austen passarão para a posteridade juntamente com os clássicos de William Shakespea­re e de Charles Dickens.

Publicado por: Editora L&PM

2. Os Bridgertons de Julia Quinn

2julia1 2.2julia2

Essa série é maravilhosa! Coloquei a série completa, porque até o momento eu não consegui escolher o meu preferido. Uma família da aristocracia inglesa, mas que é muito diferente do que se via na época. Eles realmente se amavam, mãe, pai, filhos e irmãos, todos. Não mediam esforços para se protegerem e cuidarem uns dos outros. Para eles o títulos de nobreza jamais viria antes do amor à família.

Sinopses

O Duque e Eu – Livro 1

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar.

Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja.

Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com 8 milhões de exemplares vendidos.

Já fiz a resenha deste livro aqui no blog! :)

O Visconde que me amava – Livro 2

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Um perfeito cavalheiro – Livro 3

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, porém, ela consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict.

No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas.

Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Os segredos de Colin Bridgerton – Livro 4

Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.

Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado.

Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

Para Sir Philip, com amor – Livro 5

Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante.

Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder.

Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.

Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina.

Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

Publicados por: Editora Arqueiro

3. As memórias perdidas de Jane Austen

3jane

Nesse livro a Syrie conseguiu me deixar confusa. Todo o tempo eu pensava: “Será que essa história é verídica?” e confesso que até agora não sei bem. A Syrie é uma estudiosa de Jane e uma ótima escritora, confesso que até achei a escrita dela parecida com a de Jane.

A história em si me lembrou bastante Orgulho e Preconceito, e não tem como não viajar com a “linha do tempo” que a autoria faz, conforme a Jane vai escrevendo os livros dela e toda a sua jornada.

Sinopse

Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da própria escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen – ou grandes romances.

Já fiz a resenha deste livro aqui no blog! :)

Publicado por: Grupo editorial Record

4ligeiramente

Achei a história bem leve, mas muito gostosa de se ler. É bastante interessante e diferente a maneira como Mary abordou o casamento em um tempo onde o matrimonio era algo tão consagrado não apenas pela Igreja, mas também pela política.

Sinopse

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse – “Custe o que custar!”.

Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.

Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela… a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele – o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança.

Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados…

Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo – e seduzem a cada página.

Publicado por: Editora Arqueiro

5propostaUma história totalmente diferente do que já li, mas completamente apaixonante! Uma história que tem como propósito mostrar para aos leitores o quão forte pode ser um amor, e como o amor te faz ultrapassar barreiras e até mesmo por em risco a sua vida.

Sinopse

Apaixonada pelo capitão Connor Drake, Payton sonha em ser capitã de seu próprio navio. Ela cresceu desejando essa profissão exclusivamente masculina, mas agora deve abdicar disso tudo para conseguir um bom marido. O problema é que Connor só percebe seus sentimentos por Payton na véspera de seu casamento com outra.

Quando o barco dos noivos parte rumo às Bahamas, ele é atacado e resta a Payton se infiltrar num navio pirata para salvar a vida do amado. A coragem da jovem une os dois, e o resgate pode gerar mais frutos do que ela imaginou.

 Patricia Cabot é o nome adotado pela consagrada autora juvenil Meg Cabot para escrever romances para adultos. Meg Cabot é autora da série Diário de princesa, e, sob o pseudônimo de Jenny Caroll, da série Amediadora, ambas publicada pela Record com muito sucesso.

Publicado por: Grupo editorial Record


Todas as sinopses dos livros foram retiradas dos sites oficiais das editoras.

Preciso dizer que sou completamente apaixonada pelas capas dos livros Proposta Incoveniente e As memórias perdidas de Jane Austen que foram feitas pela designer Diana Cordeiro, que arraza em todos os seus trabalhos. Para quem não conhece, vale conhecer. :)

O que vocês acharam dos livros? Já leram algum? Me contem aqui nos comentários, e se tiverem resenhas publicadas, me mandem também! :)

Muito obrigada por estarem aqui, galerinha! Beijinhos :*

Facebook • Twitter • Instagram • Pinterest • Flickr

Psiu! Você já viu esse post? :)

1
Design: O meu amor pelas capas de livro
1 de fevereiro de 2016
licoesdodesejo
Livros: 6 livros para ler no primeiro semestre de 2016
26 de janeiro de 2016
1-(1)
Livros: Livros que pretendo ler em Outubro
28 de dezembro de 2015

8 Comments

  1. Camila Faria disse:

    Jane Austen é imbatível, né? Não conheço os demais livros e séries, gostei das indicações!

  2. Oi
    Gostei do seu poste, sou louca para ler os Os Bridgertons , pois os livros parecem ser muito interessante e chamam a minha atenção.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  3. Não li nenhum desses livro ainda, acredita? E todo mundo gosta tanta! Tenho que mudar isso. Amei seu blog <3 http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

  4. Gente! Que amor essa lista! Jane Austen é uma leitura obrigatória para todos os apaixonados por romance. Orgulho e Preconceito é meu livro favorito! Parabéns!

    • Oi Débora! *-*

      Concorco plenamente com você! Acho que todos os amantes por romance, deveriam ler pelo menos Orgulho e Preconceito! Ele tb é o meu livro preferido hahaha *_*

      Obrigada pela visita, viu?
      Beijinhos ♥

Leave a Reply